Descubra como é o câncer genital masculino

Image result for homem olhando calca

O câncer de pênis é um tumor maligno que costuma se desenvolver em homens a partir dos 40 anos.

A doença tem como principais fatores de risco a fimose, que não permite a visualização da cabeça do pênis, já que a pele que reveste a cabeça acaba ficando estreita, além do acúmulo de esmegma, higiene precária na região e a desinformação.

Dados epidemiológicos recentes demonstram que a infecção pelo HPV pode estar relacionada ao câncer de pênis.

Um dos principais fatores são feridas avermelhadas, que costumam não cicatrizar, na glande, no corpo do pênis ou no próprio prepúcio. As lesões não doem no começo, e as pessoas tendem a achar que a lesão melhorara de maneira natural, fatores que acabam retardando o diagnóstico precoce.

A perda de pigmentação na glande, manchas esbranquiçadas e um odor forte também são fatores importantes que merecem atenção, pois podem ser um indicativo de problemas.

Placas vermelho vivo podem ser consideradas pré-malignas e quando não tratadas evoluem para o câncer, por isso, a qualquer sintoma ou mancha estranha, é benéfico procurar um médico.

Alguns exames clínicos e a biópsia são essenciais para um diagnóstico certeiro e para o inicio do tratamento. Quanto mais cedo o diagnóstico for feito, menos a doença evoluirá e consequentemente, menos problemas irão aparecer. Muitas vezes por falta de informação e constrangimento, homens não costumam procurar os médicos ao notarem mudanças, o que acaba aumentando doenças que, na maioria das vezes, tem cura.

A prevenção do câncer de pênis está associada a higiene diária, a cirurgia de fimose e ao uso de preservativo durante as relações sexuais.

O tratamento está relacionado com a gravidade e a extensão da doença, em alguns casos a lesão ou o tumor pode ser retirado cirurgicamente ou até mesmo por ressecamento. A remoção completa do órgão só acontece quando o a doença está em um nível muito avançado.

As principais recomendações se resumem a higiene básica, ensinada desde a infância, realizar o autoexame e prestar atenção em mudanças do corpo, para assim começar o tratamento o quanto antes. Usar camisinha e aos primeiros sinais procurar um médico é imprescindível para que o tratamento seja facilitado.