Pesquisa revela que visitas em shoppings centers aumentou 1,5% em 2017

movimentação de pessoas nos shoppings centers do país aumentou 1,5% no ano de 2017. O registro demonstra uma recuperação para o setor que vinha sofrendo fortemente com a queda da movimentação de pessoas nesses estabelecimentos em 2016.

O movimento registrado em 2016 teve uma redução de (-3%) em uma comparação com o ano de 2015. A queda veio logo após ao registro de 2015, quando o setor cresceu apenas 0,3% no total de movimentação de pessoas nos shoppings centers do Brasil.

Essa melhora no fluxo de pessoas em 2017 ocorreu por causa da melhora que houve no comércio de um modo geral. Passado o tempo ruim de crise econômica, o ano de 2017 já pode sentir a retomada da economia através de indicadores como o fluxo de pessoas em locais de comércio como é o caso dos shoppings centers. Segundo o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, somente no mês de novembro de 2017 o comércio teve uma alta de 0,7% nas vendas, comparado ao mês de outubro, sendo o melhor resultado obtido para o mês desde o mês de novembro em 2011. Comparado ao ano de 2016, o avanço de novembro de 2017 foi ainda maior, 3,6%.

A pesquisa sobre a movimentação de pessoas nos shoppings centers revelou que em 2017, os shoppings do país registraram um total de 3,56 bilhões de visitas. Segundo a pesquisa, essa movimentação significa um fluxo médio diário de pelo menos 10 milhões de pessoas todos os dias.

O Ibope Inteligência ainda identificou que esse movimento tornou-se mais intenso no segundo semestre de 2017, período em que o comércio registrou maior crescimento nas vendas. Em relação aos meses, a pesquisa revelou que o mês de setembro do ano passado foi o mês que registrou a maior alta no fluxo de pessoas, sendo 4,4% em comparação com o mês de agosto de 2017. O IBGE também revelou que o mês de setembro de 2017 foi o melhor resultado para as vendas do varejo em no ano passado, com uma alta de 6,4% em comparação com o mesmo mês de 2016.

O último registro do ano revelou uma alta de 3,8% no fluxo de pessoas nos shoppings centers. Com a chegada do Natal o fluxo se tornou mais intenso, o que atraiu cerca de 380 milhões de visitas durante o período.