Encontro no Rio de Janeiro aborda indicadores ambientais e Agenda 2030

O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, recebeu representantes de institutos nacionais voltados para estatística e ministérios do meio ambiente dos países que fazem parte do Caribe e da América Latina. Na reunião, eles discutiram questões sobre o ODS – Objetivo de Desenvolvimento Sustentável, acesso a dados e informações ambientais e cooperação junto a parcerias firmadas.

O encontro foi em um workshop realizado no Rio de Janeiro no dia 15 de dezembro de 2017, que teve o incentivo da ONU Meio Ambiente – Organização das Nações Unidas Meio Ambiente – e da Cepal – Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, junto ao MMA – Ministério do Meio Ambiente.

O encontro teve início com a participação de Roberto Olindo, presidente do IBGE, junto a Wadih Scandar Neto, diretor de Geociências, e representantes do Cepal, do Ministério do Meio Ambiente e da ONU Meio Ambiente. Um número de 50 representantes deixaram suas opiniões e compartilharam sua ideias, desafios, na luta a favor de melhores resultados para o meio ambiente, durante o evento que prosseguiu por cinco dias.

“Quando tratamos de informação ambiental, uma das questões centrais é a colaboração entre instituições. Uma das características é a diversidade das formas de obter informações primárias: direta, remota, por satélite. Existe uma diversidade de formas de obter e de cada instituto produzir suas estatísticas. Esse encontro tem o mérito de integrar os órgãos. Estamos seguros que com a cooperação é possível. Acho que vamos chegar a um bom resultado. Há várias iniciativas para produção de dados e indicadores. Para todos os países é um desafio muito grande conseguir monitorar os ODS”, explicou Wadih.

Esse encontro é mais um grande passo para que novas políticas e formulação de melhores indicadores possibilitem um monitoramento mais preciso do cumprimento das 169 metas direcionadas aos 17 ODS determinado pela ONU. Esses indicadores são essenciais para que os países participantes consigam saber em que estágio do cumprimento da Agenda 2030 se encontram. Esse encontro também tem como objetivo a oportunidade de difundir cada vez mais as ideias sobre o meio ambiente e suas questões. Conseguir fazer com esses dados sejam padronizados e cheguem em um denominador comum, é um dos principais objetivos.