José Auriemo Neto – veja importantes decisões tomadas pelo executivo da JHSF

A gestão de José Auriemo Neto na JHSF Participações deu a ele o título de “rei do luxo” paulistano. O empresário é idealizou empreendimentos de boa aceitação do público de alta renda. Residenciais multifunções, centros comerciais com grifes famosas, hotéis, restaurantes e até a administração de aeroporto executivo fazem parte do portfólio da companhia, uma das mais expressivas da América Latina.

A criação da área de shopping centers

Em 2003, quando tinha apenas 27 anos, José Auriemo assumiu o comando da empresa da família. Antes disso já participava ativamente das decisões da empresa da família, como em 2001, na época diretor, criou o setor de shopping centers da JHSF. Começava aí o que seria a principal fonte de renda recorrente da companhia, que passou a construir e administrar diferentes centros comerciais.

O primeiro o Shopping Metrô Santa Cruz, pioneiro no país a integrar-se a uma estação de metrô vendido em 2009. Além dele, a empresa também construiu e vendeu o Shopping Metrô Tucuruvi em 2016. Atualmente administra o Catarina Fashion Outlet, primeiro outlet voltado para o público de alto padrão do Brasil, o Shopping Ponta Negra, o Shopping Cidade Jardim, entre outros.

O Parque Cidade Jardim

José Auriemo Neto também é responsável pelo Parque Cidade Jardim. O complexo residencial agrega em um só endereço nove torres residenciais, três comerciais, um hotel e um shopping center de luxo. Dessa forma os residentes não precisam sair do condomínio para trabalhar, consumir ou se divertir.

Localizado em São Paulo, o empreendimento exigiu que José Auriemo Neto convencesse o pai, Fábio Auriemo, de que era uma boa ideia criar o empreendimento dessa magnitude as margens da Marginal Pinheiros, no centro de São Paulo. Segundo Fábio, a região não receberia bem oo complexo, mas foi convencido do contrário, uma vez que a entrada das torres residenciais poderia ser feita por uma rua residencial atrás da marginal.

Em 2006 as primeiras unidades foram entregues. Na ocasião, a mais em conta, um apartamento de 240 metros quadrados foi vendido por R$ 2 milhões, enquanto a mais cara foi vendida por R$ 16,6 milhões, uma cobertura tríplex com 1 700 metros quadrados. A empresa faturou com o empreendimento aproximadamente R$ 1,78 bilhão de reais, sem levar em a receita dos aluguéis dos escritórios, do shopping e do hotel.

O Fazenda Boia Vista

Entre os residenciais voltados para a classe idealizados por José Auriemo Neto está o Fazenda Boa vista. Com mais de 800 lotes e casas, o residencial está localizado em Porto Feliz, no interior paulista; o condomínio Las Piedras, em Punta del Este, no Uruguai. O terreno conta com 4,5 milhões de metros quadrados em que foram implantados 57 lotes, construídas 19 e o complexo hoteleiro administrado pelo Grupo Fasano, cuja parte das ações foram adquiridas pela JHSF.

A JHSF na bolsa

José Auriemo Neto também esteve a frente de decisões importantes para a empresa da família. Em 2007 determinou a Oferta Pública de Ações (OPA) e a partir daí a empresa começou a negociar suas ações no Novo Mercado da BMF&Bovespa. A operação foi conduzida por Eduardo Camara, que desde 2014 é o diretor-presidente-executivo da companhia.